espiritualidade e vida cristã · ultimato

Das coleções | Ultimato

Primeiro texto publicado na revista Ultimato, edição 336, de maio/julho de 2012. Não sou particularmente apaixonada por este texto, mas foi emocionante abrir a revista e ver meu nominho lá, ao lado de outros tantos que leio e admiro.

Recebi muitos retornos deste texto, por e-mail, Facebook, etc. Minhas palavras simples, ao que parece, fizeram sentido pra muita gente Brasil afora. Estar na Ultimato, para mim, é apenas mais uma das grandes provas da fidelidade de Deus em minha vida.

Apesar dos altos e baixos que enfrento com a escrita (e desta fase que perdura de não gostar do que escrevo), situações como esta me inspiram a continuar sentando em frente à tela branca pra tentar colocar no papel tudo que, de algum modo, já está escrito em mim.

ult_336_42

“Abra a tua boca a favor do mudo, pela causa de todos que são designados à destruição” – Provérbios 31.8

Coleciono frases. Centenas delas, guardadas num arquivo de plástico dividido de A a Z. Frases copiadas à mão, em pedaços rasgados de papel salvos da lata de lixo, separadas pelos nomes dos autores. Contam histórias – a minha e as de outros. Lembro-me da primeira que coloquei ali, há mais de dez anos, escrita no verso de uma folha de caderno: “Se alguém não tem uma causa pela qual morrer, não tem motivos para viver”. Desconhecia o autor. Hoje, encontro nele inspiração: Martin Luther King, uma única pessoa transformando o futuro de tantas outras.
Coleciono nomes, livros e histórias. Li que todos precisam de heróis. Os meus são pessoas comuns, ordinárias e extraordinárias. Únicas e, ao mesmo tempo, como eu e você. Focadas, decididas, interessadas. Às vezes sozinhas, mas capazes de mudar o mundo. Meus heróis contam-me sobre igualdade, justiça, reino de Deus. Andam sempre comigo. São pessoas como William Wilberforce, um inglês branco que libertou escravos negros. Ao lado dele, um senhor simpático que encontro na rua, cheio de atitudes de amor, o mesmo amor. Uma Joana d’Arc adolescente, apaixonada, confusa, que ouve Deus e entra para o exército da França sem saber ao certo o porquê — apenas obedece. Há também outra garota, um pouco mais velha, distribuindo abraços e palavras amigas para crianças de rua no meio da madrugada. E um menino de apenas 8 anos que se senta todas as manhãs e pergunta ao Mestre como pode influenciar os colegas da escola. Vi Dietrich Bonhoeffer outro dia protestando contra a situação política de seu país. Vejo diariamente Terezas, Gandhis e Mandelas. Aqui e ali, famosos ou anônimos, empenhados em olhar além e fazer melhor. Vozes na multidão.
Coleciono sonhos e anseios. Viajar, ter um filho, conhecer pessoas, salvar uma vida, marcar a história. No dia a dia, entre a incerteza, o medo e a necessidade de segurança, deparo-me com uma carga de distrações e ocupações. Se não for além delas, jamais alcançarei um alvo. Em que investir? Pelo quê lutar? O que gostaria que contassem sobre minha vida? Cada pessoa marca. Todas têm em si potencial para o bem ou para o mal. Cada pessoa influencia no mínimo mais outras quinze, disseram-me uma vez. Em uma reação em cadeia, posso influenciar centenas, milhares, milhões.
Coleciono muitas coisas. Nesse infinito de possibilidades, como não me perder? O amanhã é feito de decisões, todas elas tomadas agora. Decido pelo que é eterno. Escolho uma única causa: toda a criação reconciliando-se com o Pai. Escolho a eternidade sendo escrita hoje, definindo o amanhã. Por esta causa, quero abrir a boca em favor de outros. Quero clamar por justiça, amor, misericórdia e graça. Quero olhar para os fundamentos abalados ao meu redor e me dispor a ser resposta. Quero influenciar de forma intencional, natural. Como numa reação em cadeia, promover um bem infinito, num universo infinito. Por minha causa, quero deixar marcas nesta geração. Com ela deito e levanto. Nela me movo, encaixo o ontem, o hoje e o amanhã. Por ela, Cristo se esvaziou. Para Ele, tomo minha cruz e morro um pouco todos os dias.
*Publicação na edição 336 da revista cristã Ultimato, de maio/junho de 2012, e on-line no link Das coleções, escolho o eterno
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s